Nós não vamos comer mais cães em Taiwan

Boas notícias para cães e gatos de Taiwan. É proibido agora comê-los.

É oficial, desde 12 de abril de 2017, Taiwan proíbe a posse, venda e consumo de carne de cães e gatos e torna-se o primeiro país asiático a legislar nessa área.

Punições pesadas planejadas

O parlamento de Taiwan tomou medidas para proteger os animais na Lei de Proteção Animal, que pune todos os infratores com uma multa de até US $ 250.000, o equivalente a cerca de € 7.500. O governo também publicará os nomes e fotos de pessoas que continuam a vender ou consumir gatos ou cachorros, apesar da proibição. Sentenças de prisão e multas de até € 60.000 também podem ser aplicadas para aqueles que matam ou maltratam cães e gatos.

Um amigo animal taiwanês

Gatos e cães taiwaneses aparentemente devem muito ao atual presidente taiwanês, Tsai Ing-wen, que apresentou a lei no parlamento. De fato, a causa animal parece importar muito para o estadista que possui 2 gatos e 3 cães-guia aposentados recentemente adotados.

A estrada ainda é longa para parar o abate de cães na Ásia

Se nos últimos quarenta anos o consumo de cães e gatos se tornou prática cada vez menos comum em Taiwan, infelizmente ainda não é o caso em todos os países asiáticos. Na China ou na Coréia do Sul, comer cachorro ou gato ainda é comum, de acordo com a Humane Society International, uma organização americana que promove o bem-estar animal internacionalmente. Os representantes da associação esperam que a nova lei de Taiwan envie um forte sinal aos países onde o comércio de gatos e cachorros ainda é muito ativo.

Outro vislumbre de esperança reside no fato de que o consumo de carne de cachorro está se tornando cada vez mais controverso na Ásia. Um número crescente de chineses, especialmente nas classes média e urbana, agora prefere o cão como animal de estimação do que em seu prato.